Linha Verde 800 210 230
PRODUÇÃO ENERGIA ELÉTRICA





Os resíduos urbanos transportados para os aterros, entram em decomposição formando um gás incolor e insolúvel em água, o biogás.

O biogás é composto principalmente por metano (CH4) (50-60%) e dióxido de carbono (CO2) (30-40%); é ainda constituído por aproximadamente 5% de outros gases, nomeadamente hidrogénio, azoto, sulfureto de hidrogénio, monóxido de carbono, oxigénio, entre outros.

O biogás é um gás corrosivo, sendo o elemento mais corrosivo presente no biogás o sulfureto de hidrogénio (H2S), que confere um odor agressivo caraterístico ao biogás “odor a ovos podres”.

A quantidade de biogás produzido pela massa de resíduos varia ao longo do tempo, e pode ser influenciada por diversos fatores tais como a composição dos resíduos urbanos, teor de humidade, temperatura, pH, condições climatéricas, permeabilidade do material de cobertura, grau de compactação dos resíduos, idade do aterro sanitário entre outros.

O biogás é excelente do ponto de vista do aproveitamento energético, pois é de fácil combustão conferindo-lhe um valor energético elevado, e de natureza não poluente.

O aproveitamento do potencial energético contido no biogás tem como objetivos:
  • Reduzir a emissão de gases com efeito de estufa;
  • Promover a aplicação da Diretiva Europeia sobre a produção de eletricidade de origem renovável, de acordo com a qual Portugal tem como objetivo, para 2010, satisfazer 45% das suas necessidades de eletricidade através de fontes renováveis;
  • Melhorar os índices de sustentabilidade económicos e ambientais dos sistemas multimunicipais de tratamento e valorização de RU.
O biogás que é produzido nos aterros sanitários da RESINORTE é captado através de uma rede de drenos verticais e conduzido até aos queimadores de biogás onde são queimados todos os gases. Isto resulta na redução do metano presente no biogás e na sua conversão em dióxido de carbono e vapor de água.



A RESINORTE tem em funcionamento, desde dezembro de 2011, a central de valorização energética de biogás do aterro sanitário de Codessoso. Atualmente tem 5 centrais em utilização.



Esta central produz em simultâneo energia elétrica e térmica, sendo que a última é utilizada para o aquecimento das instalações. Através desta unidade, é possível promover o aproveitamento energético do biogás, para o efeito, foi instalado um motogerador com potência nominal de 800 kW.

O objetivo principal é a produção de energia elétrica a partir de biometano proveniente da decomposição dos resíduos urbanos. A unidade instalada consome cerca de 350 m3/h de biogás com um teor de metano na ordem dos 52%, sendo esta quantidade suficiente para alimentar 1.400 habitações.
Valorização Energética
Produção Energia Elétrica