Linha Verde 800 210 230
UNIDADE DE VERMICOMPOSTAGEM


Na horta da Resinorte utilizamos vermicomposto.

A vermicompostagem é o processo de degradação de matéria orgânica presente nos resíduos e a sua transformação num fertilizante natural, rico em ácidos húmicos, o vermicomposto.

As fases da vermicompostagem são as seguintes:
  • Os resíduos orgânicos provenientes dos jardins são triturados e misturados;
  • Formam-se pilhas estáticas onde se realizará novamente a mistura dos resíduos que são compostados durante 5 semanas;
  • Posteriormente o material é encaminhado, com a ajuda de um pequeno empilhador, para o local onde será efetuada a vermicompostagem;
  • A vermicompostagem é efetuada durante 4 semanas, desenvolvida por anelídeos (minhocas) que promovem a degradação da matéria orgânica.


O vermicomposto é o resultado do metabolismo e consequentes excrementos das minhocas (Eisenia Fetida), mais conhecidas por minhocas vermelhas californianas.




As minhocas da espécie Eisenia Fetida, consomem diariamente o seu peso em nutrientes, aproximadamente 1 grama e expelindo 50% do alimento consumido, sob a forma de húmus.

O vermicomposto melhora as propriedades químicas, físicas e biológicas do solo, possibilitando a melhoria das suas caraterísticas, nomeadamente o aumento da sua fertilidade e consequente produtividade devido à melhoria da capacidade de retenção ou circulação de água e aumento da capacidade de retenção de nutrientes.

O processo tem uma taxa de recuperação dos materiais de 80%. Na RESINORTE a unidade de vermicompostagem tem uma capacidade de tratamento de 1.000 toneladas de resíduos por ano, sendo um processo mais económico do que os outros tipos de tratamento.
Valorização Orgânica
Compostagem Doméstica
Unidade de Vermicompostagem
Composto Fertibom
Código de Boas Práticas Agrícolas